quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Mexican Riviera, here I come!


    como escrevi antes, ficar em casa, depois de ter sido picado pelo seabug (algo como inseto do mar) a gente sempre tem vontade de voltar pro mar...
Assinei novo contrato com a Steiner e agora em Fevereiro (contagem regressiva, só 3 meses e 4 semanas) volto pro mar! Gosto muito de estar em casa, não ter hora pra levantar, e dormir sem ter medo de acordar tarde no outro dia, mas o agito do trabalho a bordo, isso sim  eu sinto falta! Nem vou comentar sobre lugares, sempre fantásticos, ou momentos incríveis a bordo, mas só o fato de a cada manhã ir pro spa e olhar pela janela, e...estamos em outro país! Isso me deixa muito feliz e não é nada rotina.
Além do mais, gosto de tecnologias, da estrutura de navios, de visitar cada canto, quase que bisbilhotando. Uma vez fui convidado para conhecer a lavanderia central do Grand Princess. Quando falei para uma das garotas do spa que eu tinha ido lá, ela fez uma enorme cara de surpresa e perguntou qual a razão de eu querer conhecer algo tão sem graça. Bom, você sabia que as máquinas de lavar trabalham quase que 24 horas, e as toalhas e roupa de cama são enviadas dos decks superiores através de tubos, tipo de ventilação, 24hs por dia? Você sabia também que a lavanderia fica abaixo do nível do mar e há portas que, em caso de acidente, são fechadas (chamadas de water tight doors) e se você estiver no meio do caminho, elas te esmigalham como pão seco? Bom, conheci os bastidores daquele navio imenso e gostei do que aprendi.

Em Fevereiro, dia 17 vou até Buenos Aires, embarcar no navio Carnival Splendor. É um navio novo, inaugurado em julho de 2008, capacidade para 3400 passageiros, 1500 tripulantes, tem um spa de 2.000 metros quadrados, que ocupa dois decks (andares) do navio, e fica situado na MELHOR parte do navio, bem na frente. Isso quer dizer que eu passarei os dias fazendo cabelo e tendo uma vista incrível do exterior. Aliás, é sempre assim. Quando estávamos saindo de Veneza, eu estava atendendo uma senhora e dava prá ver pela janela, o cenário de Veneza passando, eu sentia como se estivesse em um filme. Várias foram as passageiras que disseram que no spa a vista é melhor do que na cabine com sacada. Então, além de trabalhar, a visão que tenho do exterior é sensacional.

Um comentário:

heitor disse...

Ola querido,queria muito falar com vc,sou de SP,sou cabeleireiro,meu email e msn é,ectordajose@
hotmail.com/orkut é Heitor Hilton,por favor me contate.