sábado, 15 de novembro de 2008

Revendo fotos

E então fizemos nosso último cruzeiro pelo caribe. ufa! É o seguinte: ficamos por cinco meses fazendo Flórida-Jamaica-Cozumel-Grand Cayman-Princess Cays. O itinerário é fantástico, as ilhas são cartão postal e pronto! Como eu gosto de desafios e novidades, já estava formigando os pés para conhecer outros países. Aproveitamos o último cruzeiro para estocar (sim!) produtos de higiene e salgadinhos pois iríamos sair do itinerário de preços baixo e ir para a Europa. Tudo lá é de furar os olhos. Se você acha que o dólar está alto, espere pra comparar com os preços na europa, Grécia ou Londres. Não dá prá ficar pensando em real, senão você não compra nada! Lembro que a gerente do Spa anunciou para fazermos nossas comprar no último cruzeiro para o México. Comprei tanta coisa, que no final do meu contrato ainda tinha detergente, amaciante de roupas e cia ltda., que acabei dando para os colegas do spa que ainda continuariam a bordo. 
Nessa foto abaixo foi nossa despedida da fantástica ilha de Cozumel, México.
 Água sempre verde, céu perfeito, e as incríveis garotas do spa, que diziam tanta bobagem quanto eu, quando
 estávamos de folga. Tenho lembranças excelentes dos passeios que fazíamos, nas praias que fomos conhecer e tal. Algumas eram casadas ou tinham filhos
, outras eram solteiras. Devo dizer que, apesar do que algumas pessoas possam pensar, todo o pessoal (e a garotas a bordo, principalmente) é bem sério: Trabalha muito e se diverte mais ainda. É como uma grande família, onde há respeito mútuo, que torna o trabalho a bordo tolerável, apesar da distância de tantos meses fora de casa.

KUSADASI - Turquia
Eu nunca tive idéia do que era a Turquia, só sabia pouca coisa através de um ou outro filme. Quando soube que iríamos para lá, pesquisei o que a cidade de Kusadasi tinha para oferecer a turistas e como eram os hábitos de lá. Lembro que no sistema de TV a bordo, o diretor de turismo falou que a religião é muçulmana, as mulheres cobre os braços, cabelo e rosto (a maioria) e que são muito conservadores, devido à religião. Com essa idéia em mente, coloquei camisa de manga longo (que mico!) pois se eu quisesse entrar em um museu ou igreja de lá, teria de estar com os braços cobertos, por respeito. A cidade é muito bonita, havia um mercado -Souks_ onde todo o tipo de quinquilharia e artigos de prata são vendidos. Comprei muita coisa bonita para presentear minha esposa e acabei comprando um boné (ou chapéu, sei lá o nome) que fez um estrondoso sucesso quando voltei a bordo. TODO o pessoal do spa queria tirar fotos, usando o tal boné. foi muito engraçado. 


Nessa foto: Adeus Caribe, tchau Grand Cayman!!!



segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Divagando...

Algumas alunas do nosso curso profissionalizante de Cabeleireiro.

Estou em casa, e que coisa boa o vento que vem pela janela. Tenho tempo, agora, de atualizar esse blog pois estou em terra, e aqui tenho banda-larga, então é muito mais fácil e rápido publicar, adicionar fotos e tal.
Uma das coisas que estou fazendo agora é continuar a dar aula no Curso de Cabeleireiro que temos aqui. São aulas que ocorrem à noite, e nossas alunas aprendem química, corte e escovado, bem como administração de salão. Gosto muito dessas aulas e sempre falo à elas: "Vocês devem aproveitar as chances que a vida apresenta no dia de hoje, pois nunca saberão onde podem estar daqui a um ano. A roda da vida dá voltas, e quem come mosca fica prá trás". Como podem ver, minha filosofia erudita é profunda. kkkkkk

Estive no médico para novos exames para poder voltar a bordo, pois os meus vão expirar durante meu contrato, então é minha responsabilidade ter todos os exames em dia. É bom pois é um mega checkup, e assim sei como está minha saúde. o único problema é que engordei uns 6 kilos já :(
A contagem regressiva hoje está em exatos 3 meses para embarcar. Passo o natal e ano-novo com minha esposa e depois vou pegar meu navio. é bom descansar, ficar de papo pro ar, mas cada vez que olho TV e vejo algo relativo a viagens, o coração dispara. Sempre gostei muito de tudo relacionada à indústria do turismo, fazer malas, ir para hotéis, enfrentar espera no aeroporto. Ué, sou meio destrambelhado, deve ser por isso que gosto dessas coisas que normalmente as pessoas detestam!
É que é o seguinte: trabalhei tantos anos sob tão grande pressão diária, que o fato de ficar plantado, sem fazer NADA em uma sala de espera de aeroporto, ou mesmo quando estava a bordo, olhando o mar, à noite, prá mim é o máximo. É como sempre disse para meus colegas no spa: estou de férias, trabalhando, pois por mais trabalho e pressão que haja a bordo, algumas vezes, nem se compara com as responsabilidades imensas que tenho, relativo à empresa que gerencio. Temos um total de 3 comércios, bem diferentes um do outro. Quando estou em terra é muita coisa para gerenciar e organizar. Trabalhar a bordo é tãooo light!

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Mexican Riviera, here I come!


    como escrevi antes, ficar em casa, depois de ter sido picado pelo seabug (algo como inseto do mar) a gente sempre tem vontade de voltar pro mar...
Assinei novo contrato com a Steiner e agora em Fevereiro (contagem regressiva, só 3 meses e 4 semanas) volto pro mar! Gosto muito de estar em casa, não ter hora pra levantar, e dormir sem ter medo de acordar tarde no outro dia, mas o agito do trabalho a bordo, isso sim  eu sinto falta! Nem vou comentar sobre lugares, sempre fantásticos, ou momentos incríveis a bordo, mas só o fato de a cada manhã ir pro spa e olhar pela janela, e...estamos em outro país! Isso me deixa muito feliz e não é nada rotina.
Além do mais, gosto de tecnologias, da estrutura de navios, de visitar cada canto, quase que bisbilhotando. Uma vez fui convidado para conhecer a lavanderia central do Grand Princess. Quando falei para uma das garotas do spa que eu tinha ido lá, ela fez uma enorme cara de surpresa e perguntou qual a razão de eu querer conhecer algo tão sem graça. Bom, você sabia que as máquinas de lavar trabalham quase que 24 horas, e as toalhas e roupa de cama são enviadas dos decks superiores através de tubos, tipo de ventilação, 24hs por dia? Você sabia também que a lavanderia fica abaixo do nível do mar e há portas que, em caso de acidente, são fechadas (chamadas de water tight doors) e se você estiver no meio do caminho, elas te esmigalham como pão seco? Bom, conheci os bastidores daquele navio imenso e gostei do que aprendi.

Em Fevereiro, dia 17 vou até Buenos Aires, embarcar no navio Carnival Splendor. É um navio novo, inaugurado em julho de 2008, capacidade para 3400 passageiros, 1500 tripulantes, tem um spa de 2.000 metros quadrados, que ocupa dois decks (andares) do navio, e fica situado na MELHOR parte do navio, bem na frente. Isso quer dizer que eu passarei os dias fazendo cabelo e tendo uma vista incrível do exterior. Aliás, é sempre assim. Quando estávamos saindo de Veneza, eu estava atendendo uma senhora e dava prá ver pela janela, o cenário de Veneza passando, eu sentia como se estivesse em um filme. Várias foram as passageiras que disseram que no spa a vista é melhor do que na cabine com sacada. Então, além de trabalhar, a visão que tenho do exterior é sensacional.