quarta-feira, 16 de setembro de 2009

See you, in September, or lose you to a summer lullaby..

Pois estamos em Setembro. Cancelei meu contrato em Julho, dois dias antes do meu aniversário. Lembro que a gerente perguntou se teria possibilidade de eu continuar etc.. mas como já estava decidido, com a passagem de volta comprada, eis me aqui, back to Brazil.
Quando desci do navio, tive que esperar que um Parole Officer. em bom português: fui escoltado do navio ATÉ atravessar a imigração no aeroporto de Los Angeles. Quando eu lí que teria essa pessoa me levando até lá quase me sumí de vergonha. Imaginei a cena: um policial ou algo parecido me escoltando..na verdade foi um senhor, vestindo roupas comuns que fazia isso. Na verdade era um aposentado, que se eu tivesse intenção de ficar nos EUA, teria sido fácil. Ora, mas bem capaz que eu iria fugir, viver escondido, lavando pratos ou limpando a sujeira dos outros para ganhar uns míseros dólares, eu heim! Mas isso que eles fazem (escoltar até o aeroporto) tem seu fundamento. Algumas pessoas vão com emprego garantido no navio, ficam um tempo e se somem nos Estados Unidos. Conheci uma massagista a bordo (ela ficou só uma semana) vinda de Zimbawe, África. lembro que havia terminado um cruzeiro e outro estava iniciando, o pessoal embarcando e demos falta dela. Onde se meteu a Melody...
ela alegou estar doente, e naquele vai-e-vem de passageiro desembarcando, pessoal limpando tudo e novos passageiros embarcando, ela se foi. Na semana seguinte (lembra que os cruzeiros levam 7 dias) veio toda uma parafernália de agentes da imigração, querendo saber o paradeiro da moça. Resumindo a novela: ela desembarcou, foi para um hotel em L.A., deixou TODAS as malas no hotel e ninguém mais soube dela... o boato que correu no spa era de que ela já tinha contatos por lá para ficar ilegal no país...
Ví tanta gente maluca, gente legal, alguns igual a nós, Brasileiros, e outros tantos que só vivendo o momento para entender...no final das contas, os seres humanos são iguais em todo o lugar..

LADRA DE PRIMEIRA VIAGEM
Certa ocasião (iniciar o parágrafo dessa maneira parece gaúcho contando um causo) veio uma família que estava fazendo cruzeiro pela primeira vez. Achei todos muito simpáticos, se bem que a menina mais velha, de uns 19 anos de idade, dava as ordens para todos. Muito estranho... Ela havia passado em uma seleção e iria trabalhar em Washington como estagiária (hum...lembram da Monica Chupinski). Bom, ela queria fazer um penteado, mas a mãe e a irmã também, e como eu mostrei o spa pra elas, eu faria o cabelo das três. Ótimo, assim poderia fazer retail pra todas elas. Me pediram desconto e tal. No dia da festa de gala fiz os penteados (olha que elas ficaram MUITO bonitas mesmo, modéstia à parte :) Só que a safada da moça, em um momento de distração de dois segundos,
furtou um pente que todo mundo do spa cobiçava, especial para desfiar o cabelo (nem era caro, paguei uns 15 reais aqui no Brasil). Pois a cretina disse que o cabelo tava maravilhoso e que tinha que ir ao restroom. Eu tenho plena certeza que foi ela que surrupiou o tal do pente. isso me deu uma raiva pois nos meses seguintes não conseguia mais fazer o mesmo efeito de volume com os outros pentes que eu tinha..mas que shit mesmo.

AMSTERDAN PARTY e a Mãe de todas as prostitutas

Nesse contrato não fui muito às festas a bordo... as que ocorriam na Princess era BEEEEEEM melhores. o Crew bar na Carnival é bem moderno, mas faltava algo. Bom, houve uma festa com o motivo de Amsterdan, Pimps e Prostitues. A idéia da coisa era fazer uma graça geral... crenças à parte, valores também, resolvi participar. As garotas do spa se fantasiaram de prostitutas pobres. Uma delas ficou tão bem caracterizada, que se auto-intitulou a Mãe de todas as whores, pois era um escracho total. Naquela noite ri tanto que minha boca ficou doendo. Foi mais do que divertido, foi mega-funny. A idéia das spa girls era se vestirem bem bagaceiras e exageradas. Funcionou. Eu pintei um bigode e teve gente que não me reconheceu, pois sempre me viam de gravata e sapatos. Foi um dos momentos que eu gravei na memória como um saldo positivo dessa experiência.
So, whats next... ainda não sei. As aulas por aqui estão um ótimo desafio (sou professor de escova, química etc..) e nossos alunos estão bem empolgados com os cursos. Preciso de desafios caso contrário não tem porquê viver. Pensa bem: se tudo fosse perfeito, sem imprevistos, a vida seria monótona e preto e branco...Como digo para o meu pessoal por aqui, tem que ter desafio sempre para que a viva valha a pena e como está valendo! Claro que a vitória assim é muito saborosa! Quando ao futuro de navios, etc.... por enquanto está bom ficar por aqui, embora eu ADORE o trabalho em alto-mar, os desafios diários, os passageiros com suas histórias de vida interessantes ( e olha que eu ainda tenho que escrever sobre isso, pois ouvi CADA coisa que vocês não vão acreditar, desde uma amiga íntima do Michael Jackson que me contou...... olha, deixo isso pra um outro post, só prá atiçar a curiosidade de quem lê :)
Um beijo, abraço a todos, agradeço os recados e tudo de bom. Força prá quem tá se sentindo desanimado (e eu por acaso não sei o que é isso:) e até o próximo post gente!
Ah! meu novo link pro vídeo que fiz pra esse contrato:



4 comentários:

eLi disse...

Estava passando e vi seu blog aqui!
Achei muito, mas muito bom mesmo!
O espaço aqui ajuda muito a novatos nessa vida de tripulação, independente da sua função/navio/rota diferentes da minha, que exercerei em breve, em meu primeiro contrato (além de outras características bem menos luxuosas que as suas).



Abração e sucesso, cara!
Sempre!

Ni disse...

um post.. Êêêê! apesar de nao ter contado o que se passou no seu 2 contrato (sim, a curiosidade matou o gato!) mas tá valendo..

Take care

Dri Viaro disse...

Olá, passei pra conhecer seu blog, e desejar boa semana
bjss

aguardo sua visita :)

Fozeira disse...

Porque é que os segundos contratos são sempre péssimos? O meu foi horrivel...Já estou em terra e está a ser bom trabalhar apenas 8 horas por dia (as vezes até menos!) mas falta-me o desafio...

A princess náo tem comparação com a Carnival....me desculpa, tá! A princess é óptima a nível de crew members...e isso da Steiner não pagar é uma treta. Eu recebi direitinho, só fiz 7 meses de contrato e eles não descontaram nunca nada. Depende da manager mandar as papeladas a tempo para eles...

Enfim....

Beijo